A entrega do(a) filho(a) à adoção

R$52,00

O contexto da entrega de um filho à adoção é essencialmente complexo e prenhe de conflitivas internas, em grande parte realçadas por questões morais, culturais e estruturais, segundo convenções sociais predefinidas. A questão moral, de cunho religioso e a questão sócio-cultural, matrizada pelo patriarcado, são, inequivocadamente, os fatores que mais incidem na culpabilização social da mãe que entrega o filho à adoção. Mas como essa renúncia é recebida pelos profissionais que atendem nas diferentes instituições, como os órgãos da Política de Assistência Social e do Sistema sócio-jurídico? O autor pesquisou essa realidade, a partir de seus estudos pós-graduados e produziu um conteúdo e análise até então inexplorados nas discussões e obras disponíveis. Dada sua análise bem fundamentada, o livro posiciona-se como o novo marco teórico sobre esse “lado b” do questão da adoção, ao revelar a renúncia materna como questão social; dando visibilidade à mulher-mãe que renuncia, rompendo com seu anulamento e clandestinidade historicamente impostos. Guiada por uma visão crítico-feminista, sócio-histórica, marxista e decolonial, a obra contribui à desconstrução de estereótipos, avançando na proposição de olhares e práticas mais compreensivas e justas. A obra vem prefaciada pelo ilustre Juiz Dr. Fábio Ribeiro Brandão, do TJPR.

26 em estoque (pode ser encomendado)

Simulação de frete


Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Loading...

Descrição

O contexto da entrega de um filho à adoção é essencialmente complexo e prenhe de conflitivas internas, em grande parte realçadas por questões morais, culturais e estruturais, segundo convenções sociais predefinidas. A questão moral, de cunho religioso e a questão sócio-cultural, matrizada pelo patriarcado, são, inequivocadamente, os fatores que mais incidem na culpabilização social da mãe que entrega o filho à adoção. Mas como essa renúncia é recebida pelos profissionais que atendem nas diferentes instituições, como os órgãos da Política de Assistência Social e do Sistema sócio-jurídico? O autor pesquisou essa realidade, a partir de seus estudos pós-graduados e produziu um conteúdo e análise até então inexplorados nas discussões e obras disponíveis. Dada sua análise bem fundamentada, o livro posiciona-se como o novo marco teórico sobre esse “lado b” do questão da adoção, ao revelar a renúncia materna como questão social; dando visibilidade à mulher-mãe que renuncia, rompendo com seu anulamento e clandestinidade historicamente impostos. Guiada por uma visão crítico-feminista, sócio-histórica, marxista e decolonial, a obra contribui à desconstrução de estereótipos, avançando na proposição de olhares e práticas mais compreensivas e justas. A obra vem prefaciada pelo ilustre Juiz Dr. Fábio Ribeiro Brandão, do TJPR.

Informação adicional

Peso 319 g
Dimensões 24 × 18 × 5 cm
Ano

Autor

Edição

1ª Edição

Editora

Nova Práxis Editorial

Páginas

250

ISBN

978-65-86102-27-7

Nós usamos cookies - os cookies nos informam quais partes do nosso site você visitou, nos ajudam a medir a eficácia dos anúncios e pesquisas na web, bem como nos fornecem informações sobre o comportamento do usuário, para que possamos melhorar nossas comunicações e produtos.